Japa

Pequeno anjo peludo que por aqui, 
nesta terra dominada pelos sapiens bípedes,
foste irradiando a tua magia, a tua altivez.
Pequeno anjo peludo, de olhar meigo, derrete corações.
Encontraste uma amiga que te resgatou de caminho incerto
e te proporcionou uma digna jornada.
Agora voltas ao teu lugar. 
Alado, novamente, contemplas a quantos roubaste uma gargalhada, 
um abraço apertado, um carinho merecido.
Se nos fosse possível ver-te agora certamente te veríamos sorrir,
sim, vocês também sorriem. 
Um sorriso de missão cumprida, missão de levar alegria sincera, pura e verdadeira.
Até já(pa)!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ser Pai

A oportunidade

Aroma de leitura