segunda-feira, 20 de julho de 2015

Fome de vida

A fome de vida, por vezes, causa-nos uma congestão de existência, mas antes isso do que passar fome de ser.

domingo, 12 de julho de 2015

A tua força

A força do teu corpo não advém só do físico, dos músculos e dos tendões, a tua força brota dos teus poros, como se estes fossem fontes de energia cuja nascente está perdida no tempo e flui constantemente para ti, permeando-te com um brilho intenso, mas que não ofusca, ilumina.

sábado, 11 de julho de 2015

O silêncio

O silêncio tanto nos ensina.
Escutamos com pormenor a envolvência,
Ouvimos melhor quem somos.
A energia que geramos
Não necessita ser expressa em palavras
O silêncio da boca
Costuma exacerbar a comunicação do olhar.
E quantas vezes um olhar de um segundo engloba mil palavras numa fração de tempo expandido!

sábado, 4 de julho de 2015

Quanto da tua essência

Quanto da tua essência expressas no olhar?
Nesses fundos olhos que abarcam o mundo
E o tornam pequeno perante a tua magnificência.