quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Renascer

Os teus cabelos ondulam na brisa, adquirindo a sua forma que passa, escondendo, por vezes, o teu sorriso misterioso e belo. E esses olhos com vida imensa, quem neles se perde jamais será igual, da profundidade desse mar regressa-se metamorfoseado.

A proteção que a envolvência dos teus braços confere ao meu corpo sossega-me, és a minha guardiã.

Beijas-me como se o mundo terminasse hoje, e na realidade, depois dos teus lábios tocarem os meus pela primeira vez o meu mundo renasceu.

Sem comentários: