segunda-feira, 19 de dezembro de 2011


Quando o tardio da hora me impele a dormir, mas os meus olhos abertos me dizem o contrário e a mente num tal rodopio divaga por mil histórias, fazendo do papel e da tinta que nele escrevo os meus confidentes desta noite.

Sem comentários: