terça-feira, 11 de outubro de 2011

Perfume Outonal

A brisa que pelo teu cabelo passa envolve-me com perfume outonal. Desperto da letargia da vida rotineira e  sinto-me catapultar para um patamar onde realmente vale a pena viver.

2 comentários:

pimentinha37 disse...

Como consegue este poeta pensar no outono em pleno tempo de verão?!...

Marco Santos disse...

O tempo é de Verão, mas na folha que cai já o Outono mora :)