segunda-feira, 25 de julho de 2011

Quando o que em ti mora não flui pela estrada da vida e se detém nas paragens do encanto, aproveita.

Sem comentários: