quinta-feira, 9 de junho de 2011

Quanto mundo guardas para ti?

Quanto da tua beleza nos mostras?
Quanto mundo guardas para ti?
A quem abres as portas da tua sensibilidade pura?
Que privilégio dás àquele que vê o teu âmago,
E engrandece somente pelo vislumbre da beleza primeira,
Do revelar da candura do teu ser,
Que os restantes mortais podem vislumbrar,
apenas,
no reflexo do teu olhar.

Escrito e inspirado ao som de Childhood, de Alexandre Desplat, da Banda Sonora Original do Filme a Árvore da Vida.

2 comentários:

pimentinha37 disse...

Gostava de ter essa banda sonora... ;)
Belas palavras, fantástica inspiração

Marco Santos disse...

Obrigado Soninha.
Beijos.