Lua


Véus que à tua frente passam,
Corpo branco desvendado na noite.
Encanto puro, petrificante beleza,
Ao singelo olhar do ser emocional,
Que perante tal assombro de candura
Se alimenta e cresce em sensibilidade.

Fotografia: stock.xchng

Comentários

Dalila da Silva disse…
Cada vez mais lindos os teus poemas. Um beijo enorme.
Marco Santos disse…
Que linda, obrigado.
Mas longe da qualidade dos teus, minha poetisa.
Beijinhos.

Mensagens populares deste blogue

1 ano

Aroma a feno