Discorrer da pena

A escrita como companhia pode desempenhar um papel importante na vida do ser humano. Através dela chega-se a todo o lado e os sonhos mais incríveis são realizáveis ao discorrer da pena. Dando-se asas à imaginação os cenários surgem e do negro da tinta as cores tomam forma.

A possibilidade da expansão sem limites, do transbordar do que vai na alma do escritor para a folha em branco, conferindo-lhe vida, forma, e fazendo desse momento um acto de partilha.

Solidão?! Dê-me uma esferográfica, um pedaço de papel, e o mundo estará comigo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Frescura matinal

1 ano