Passeio










Passear pela baixa da cidade é, já de si, uma experiência agradável, mas se o fizermos num Sábado, de manhã ou ao início da tarde, é ainda mais rico.
O frenesim das compras, o povo que circula num ritmo diferente da semana, o ambiente descontraído, e o maior número de turistas de mapas e câmaras fotográficas em punho.
Para além de todos esses dados de interesse, o meu passeio de hoje teve um acrescento de novidade: uma imensidão de suecos, vestidos de amarelo, vagueavam pelas rua apreciando os monumentos e enchendo as esplanadas dos cafés. Motivo: há noite há jogo a contar para o Mundial de Futebol de 2010, Portugal-Suécia.
O passeio traz vários benefícios, não só ao caminhante, mas também ao ambiente. Tal pressupõe deixar o automóvel na garagem e circular exclusivamente a pé, ou de transportes públicos, no caso de se percorrer distâncias maiores.
Ao caminhar abrandamos o ritmo acelerado do motor e ganhamos tempo para apreciar a paisagem, respirar o ar primaveril, assentar ideias, apanhar sol, e comunicar com outros amantes da arte do passeio.
Num simples e prazeroso percurso a pé, a nossa vida pode melhorar consideravelmente, pois enquanto o fazemos abstraímo-nos do dia-a-dia e os problemas passam para segundo plano, ou tendem a não parecer tão relevantes. E se assim não for, há que fazer um esforço para que as actividades laborais não perturbem este momento íntimo, que é uma caminhada a sós.
Creio que grandes ideias de grandes génios devem ter surgido enquanto apreciavam um passeio, vendo e assimilando o mundo que os circundava, vivenciando cada forma, cor, brisa, aroma e sensações.

Comentários

Martinha disse…
Adorei as fotos. Eu amo passear na baixa...á noite fui ter com os Amarelinhos no Dragão, hehee.

beijinhos

Mensagens populares deste blogue

1 ano

Aroma a feno