sábado, 6 de outubro de 2007

O Guerreiro Pacífico

A partir do momento em que se presta uma atenção minuciosa a qualquer coisa, nem que seja a uma simples erva, esse universo em si torna-se misterioso, espantoso, indescritivelmente magnífico

Henry Miller

Esta frase de Henry Miller caracteriza devidamente um dos conteúdos do filme Peaceful Warrior (O Caminho do Guerreiro Pacífico) estreado esta semana nas salas de cinema. A nossa mente vive no passado ou no futuro e, infelizmente para nós, o presente fica esquecido. Não se vive o momento, passando-nos ao lado tanta magia.
O filme é uma verdadeira lição de vida, e arrisco-me a dizer que foi um dos melhores filmes que já vi. Nele são realçadas as verdadeiras capacidades do ser humano e a dificuldade do Homem em compreender o básico.
A velocidade da nossa Era é tal que a vida passa entre os dedos sem ser vivida ao mais ínfimo pormenor. Esse pormenor que não se vê, mesmo estando em frente aos nossos olhos, pois a mente está cheia de lixo e a simplicidade, o básico, não tem lugar.
Aconselho os caros leitores deste blog a verem o filme. O trailer que mais abaixo vos indico peca por escasso, pois é impossível abarcar o conteúdo da película em breves minutos.
Bom cinema!
Trailer do filme Peaceful Warrior

6 comentários:

Indy disse...

deve ser fantástico, assim que esteja em viseu vou vê-lo.

7 Pecados Mortais disse...

Sem dúvida, como já alguém dizia, O homem vive no presente ofuscado no passado, vive afogadamente a pensar no dia de amanhã, vive como se não fosse morrer e acaba por morrer sem sequer ter vivido. Aquele abraço e o que eu percebo quando explicas o filme. Sem dúvida que temos de ver hoje aquilo que o Mundo nos oferece. Não sabemos se há amanhã.

SILÊNCIO CULPADO disse...

O mal das pessoas é prenderem-se demasiado com certas futilidades ligadas a bens materiais e ascensões que espremidas não lhes dão nada. Esquecem que tudo é transitório e que devem viver sabiamente cada momento.

NINHO DE CUCO disse...

Um texto profundo para reflectir. Nós perdemos a nossa identidade e o gosto pelas coisas simples na ânsia de obter sempre mais de um ámanhã incerto.

Evil disse...

Não gostei nada da tradução para o Português!
Fica mesmo mal!

Adorei o Filme, para mim será sempre o melhor do seu género, mas á filmes que tem a mesma ideologia!

My Life With Out Me

Procurem e vejam porque também é muito com esta ideologia!
Para mim eu gostei do filme e ajudou-me em muito sobre a minha maneira de ver "o mundo" e aconselho a toda agente a ver este filme!

Marco Santos disse...

Evil tens razão, o nome do filme em português também não me caiu nada bem. O filme ficou com o nome do livro, que em português do Brasil se chama exactamente "O Caminho do Guerreiro Pacífico".

Obrigado pela visita.