sábado, 8 de julho de 2006

Momento



Meditam aqueles pássaros além.
Contemplam o mundo à sua volta,
Do ponto elevado onde se encontram.
O fio eléctrico, que nos traz a modernidade ao lar,
Serve-lhes de poleiro privilegiado.
Serenos, aguardam o momento de debandada,
Em uníssono.
De uma só vez, como num toque mágico,
Todos levantam voo.

1 comentário:

carreira disse...

Interessante e bonito. aquilo a que já nos habituaste.