Mensagens

A mostrar mensagens de 2017

1 ano

Dormes juntinho a mim, o teu pequeno braço sobre o meu, a tua delicada mão que me faz um carinho adormecido. Respiras profundo e dormes tão sossegado. Olho enternecido e vislumbro o teu futuro, as tuas descobertas, os altos e baixos, a alegria do crescimento constante e das conquistas. Hoje fazes um ano, foram 365 dias maravilhosos. E ainda só está a começar. Agora dorme meu menino, amanhã é um novo dia e nós estaremos aqui para juntos vivermos a vida com muito amor.
15 de setembro de 2017 x

Aroma a feno

O dia estava quente e o fim de tarde agradável, com uma ligeira brisa a percorrer o espaço. Quando saiu para o alpendre o aroma a feno fez com que viajasse até à infância, quando vivia no campo.Inalou de forma profunda e um sorriso ligeiro delineou-se na sua boca. Sentou-se num banco baixo e as cadelas, que ali estavam como ele a viver o instante, juntaram-se-lhe.Enquanto lhes afagava o pelo, desde a cabeça até ao dorso, elas como que sorriam e abanavam a cauda de forma pausada, sem agitação, em consonância com o momento.Por instantes, nada mais importou. Apenas a sensação da palma da mão a deslizar naqueles corpos aquecidos pelo sol, e o prazer repartido entre ele e as duas companheiras de pelo liso acastanhado.O sol escorregava para o ocaso lentamente, dando a sensação que descia mais devagar para proporcionar uns minutos extra daquele instante simples e único.

Shaktí* (XX)

De lábios de um vermelho intenso que se abrem num sorriso que abarca o mundo, acolhe-nos.
Raiados olhos de expetativa e otimismo, enormes e profundos.
Palpita-lhe nas veias a vida, puro entusiasmo e aventura.
Fogo constante, força na expressão, confiante e corajosa.
Atrevida e sempre disponível para revelar bom humor.
As agruras da vida não a esmorece, antes a enaltece.
Pela brisa do Mediterrâneo chegam amiúde​ boas novas do Lácio.---
* Shaktí - Energia, força. Esposa ou companheira no sádhana tântrico. Mãe divina.

Shaktís*

A beleza é o conjugar dos traços físicos com a marca inegável da personalidade. São esses dois pontos que a tornam mais ou menos expressiva, mais efetiva. O que é belo começa muitas vezes num olhar marcante, profundo, que desafia os cânones estabelecidos. De tempos a tempos, a natureza desafia o homem e uma shaktí gerada nas mais recônditas oficinas da criação humana pisa a terra, para mudar o curso do que estava estabelecido como belo até então. Tratados são reescritos, homens enlouquecem, mulheres tem um novo modelo a seguir. Surge uma diva! Vergamo-nos sobre nós mesmos e de joelhos no solo e olhar no céu contemplamos a mãe divina.

--- * Shaktí - Energia, força. Esposa ou companheira no sádhana tântrico. Mãe divina.