Mensagens

A mostrar mensagens de 2015
A mentira é a arma dos fracos. A verdade é a armadura dos fortes.

Fome de vida

A fome de vida, por vezes, causa-nos uma congestão de existência, mas antes isso do que passar fome de ser.

A tua força

A força do teu corpo não advém só do físico, dos músculos e dos tendões, a tua força brota dos teus poros, como se estes fossem fontes de energia cuja nascente está perdida no tempo e flui constantemente para ti, permeando-te com um brilho intenso, mas que não ofusca, ilumina.

O silêncio

O silêncio tanto nos ensina. Escutamos com pormenor a envolvência, Ouvimos melhor quem somos. A energia que geramos Não necessita ser expressa em palavras O silêncio da boca Costuma exacerbar a comunicação do olhar. E quantas vezes um olhar de um segundo engloba mil palavras numa fração de tempo expandido!

Quanto da tua essência

Imagem
Quanto da tua essência expressas no olhar?
Nesses fundos olhos que abarcam o mundo
E o tornam pequeno perante a tua magnificência.


Imagem
Lua, qual é a tua?
Que dessa altivez
Me miras nesta vida,
Nua.

Ah... a primavera!

No verão a gélida água do Atlântico convida à aventura do mergulho,
as ideias aclaram e o corpo rejuvenesce.

As folhas caídas do outono apaixonam.
Os tons avermelhados do parque pedem um passeio longo
a sentir já a brisa fresca que um agasalho protege.

O inverno convida a uma bebida quente, ao abrigo da chuva,
onde vastas vidraças deixam apreciar a bela natureza chuvosa.

Mas a primavera… ah, o sol da primavera não tem igual!
O calor que dele emana não é só temperatura, é energia pura,
que transforma o ser na sua expressão mais nobre e digno da vida.

Shaktí* (XVI)

O seu sorriso acolhe-nos,
como uma mãe acolhe o seu rebento.

Os cabelos longos envolvem-nos de carinho,
e os seus olhos transmitem confiança, e sede de aprender.

A sua tez branca, pura como a sua vontade de melhorar o mundo,
de ajudar o próximo.

Abraça-nos com as suas palavras, doces, numa língua que tão bem conhecemos,
mas com contornos mais suaves, mais delicados.

A vida é uma dança e ela dança pela vida, brilha o seu rosto, e com ela dançamos de forma contagiante.


--- * Shaktí - Energia, força. Esposa ou companheira no sádhana tântrico. Mãe divina.

Agora que aqui estás

Imagem
Antes de teres chegado não te conhecia,
mas já te esperava.
Não conhecia o teu sorriso, o teu olhar,
mas já o ansiava.
O passado foi vivido sempre com o sonho
de um dia os nossos corações se encontrarem. Não sabia da tua expressão,
do teu movimento coreográfico,
que rege a minha vida. Não sabia que eras grande,
na tua ausência vivia feliz,
na ignorância de uma felicidade
imensamente maior Agora que aqui estás,
sorrio comigo mesmo,
pleno de felicidade,
com um coração cheio
para partilhar contigo.

Existe um mundo assim

Existe um mundo onde a paz, a compreensão, a entreajuda, a compaixão e o sorriso são uma constante, o abraço e carinho brotam a toda a hora, a amizade e o companheirismo florescem a todo o momento. Onde o sucesso é óbvio, onde o medo existe mas não é barreira impeditiva de continuar a caminhada em direção aos sonhos. Sonhos que nascem e se tornam realidade num curto espaço de tempo. O terreno é fértil ao sucesso e a vida flui naturalmente, longa e bela. A morte não passa de mais uma etapa que é recebida sem receios, numa velhice longínqua e saudável. A força em todos os aspetos é uma constante, a força não só em viver plenamente, mas a força física, força emocional e mental, uma pujança a todos os níveis que nos leva muito além do ser humano comum, nos leva a um patamar onde sempre deveríamos ter estado, a uma realização sem limites e um prazer imenso por ver e apoiar o sucesso do outro. Existe um mundo assim, mas a maioria ainda não sabe, e muito partirão sem saber, mas outros há que…

Dia Internacional da Mulher

A ti que da terra brotas e nas veias o seu poder trazes,
a ti que nos elevas a um patamar superior de conhecimento.
A tua beleza que trespassa muito para além do físico.
Curvamo-nos perante a tua fonte de vida
e colhemos do teu seio a inspiração para o sucesso.


Escrito ao som de Side 2, Pt. 3: Unsung, Pink Floyd

Ao redor era o silêncio

Imagem
Ao redor era o silêncio…
belo, expressivo,
feito dos mesmos sons da brisa que uiva na praia numa tímida manhã.
A plateia bebia as ondas sonoras,
degustava o silêncio conjugado com a arte.

Ao redor era o silêncio…
um silêncio que em si tudo contém,
expresso nas emoções lacrimejantes, ocultas na escura sala.
Cada nota que arritmicamente o coração sentia,
das alvas e negras teclas se libertavam
ao toque do artista que na sua expressão
nos leva mais além na beleza de se ser humano.


Escrito ao som de Piano Paris, de Peter Lopes.

Poesia

Faz poesia da tua vida. Poesia na forma como trabalhas, como te relacionas, como te alimentas, como amas, poesia no olhar, nos gestos, na palavra, na gana pela vida. Poesia em tornar o mundo um local melhor e despertar outros poetas plenos de poesia amarrada em seu peito, ansiosos por soltá-la nas suas vidas!